Município de Esposende atribui 35 000 euros aos Bombeiros Voluntários do concelho

 

Este subsídio constitui um importante apoio para que os soldados da paz possam dar continuidade à sua missão no plano da Proteção Civil, assegurando o serviço que prestam às populações do concelho no socorro aos acidentes de viação e transporte de doentes, assim como nos incêndios ou outros episódios.O Município de Esposende aprovou ontem, por unanimidade, em reunião do executivo, a atribuição do subsídio anual de 17 500 euros a cada uma das corporações de bombeiros do concelho, designadamente Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Esposende e Benemérita Associação dos Bombeiros Voluntários de Fão.

Com efeito, para além de enfrentarem as dificuldades decorrentes da difícil conjuntura económico–financeira que o país atravessa, os bombeiros viram reduzidas as suas fontes de financiamento devido a um conjunto de alterações na legislação relativa à Proteção Civil, o que tem afetado, de forma muito significativa, a estabilidade destas associações.

Tendo em conta este quadro e considerando que os bombeiros voluntários desenvolvem, com grande eficácia e competência, um papel preponderante no âmbito do Serviço Municipal de Proteção Civil, o Município tem mantido a atribuição deste subsídio anual, cujo montante foi aumentado de 14 000 para 17 500 euros em 2014, para além de continuar a atender às mais variadas solicitações de apoio, nomeadamente para a aquisição de viaturas e de outro tipo de equipamento.

 

Em reconhecimento pelo abnegado e meritório trabalho desenvolvido pelos soldados da paz, o Município vai erguer o Monumento ao Bombeiro, a inaugurar no próximo dia 19 de agosto, Dia do Município e da Cidade de Esposende, conforme tinha sido anunciado pelo Presidente Benjamim Pereira, em março passado, por ocasião da comemoração dos 125 anos da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Esposende.

Fonte: Município de Esposende